Temos em nosso sistema de controle de ordens de serviço e chamados técnicos que um porcentual significativo de compra de placas eletrônicas apresenta em seguida o pedido de outra placa eletrônica, seja outra placa ou mesmo pedidos de garantia em alguns casos.

Podemos dizer com bastante propriedade que antes de trocar qualquer que seja o componente eletrônico de um equipamento, no caso do aquecedor a gás, que haja um mínimo de conhecimento para retirar e colocar com cuidado a placa eletrônica, ter noção que uma placa programável “pode” ser necessário recalibrar ou reajustar seus parâmetros de acordo com a condição do equipamento e do local de instalação e por fim, tecnicamente, buscar saber o porquê de ter ocasionado o defeito pois há ocorrência de defeitos do próprio uso bem como há ocorrência de defeitos por ordem de outras partes que se danificam e evoluem para a placa. Se não houver a atenção do técnico, fica óbvio que o problema se repetirá e não será por causa de placa e sim pelo agente externo.

As placas eletrônicas de aquecedores recuperadas pela Thermastra Aquecimento passam por uma jiga de teste e por fim em um equipamento do mesmo modelo. Nesse momento são feitas as medições dos valores dos componentes equiparando com os valores originais. É simulado todos os códigos de erro e por fim a placa é calibrada sobre as condições normais que impomos em nossa bancada, de acordo com os valores pedidos pelos fabricantes que são a condição de tensão de alimentação elétrica, pressão e vazão de água e gás e os valores que constam nas tabelas de calibração dos respectivos manuais técnicos.

A mesma condição de teste são aplicados para as válvulas, pelas ventoinhas e pelos transformadores que são recuperados pela Thermastra Aquecimento, o que nos dá plena segurança de oferecer até 1 ano de garantia, desde que os agentes externos estejam em plenas condições, tal como em qualquer outro item eletrônico de qualquer eletro doméstico.